13° do Bolsa Família marca promessas de melhorias no programa


O anúncio foi feito em Abril, e fez parte da meta de 100 dias de governo do atual presidente, Jair Bolsonaro. A Medida Provisória (MP) será enviada ao Congresso, antes do pagamento em dezembro.

Em Abril de 2019, foi comemorado 100 dias de governo Bolsonaro. Na ocasião, o Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, se pronunciou sobre a Medida Provisória (MP) que viabiliza a concessão do 13° salário aos beneficiados do Bolsa Família. A promessa faz parte do plano de governo.

A MP ainda não foi publicada, em Abril Larenzoni disse que esse processo seria feito a tempo de realizar os pagamentos em dezembro. A medida tem validade de 60 dias e pode ser prorrogada por período igual, ou seja, totalizando 120 dias.

Por conta disso, a expectativa é que sua validação aconteça no fim desse ano para que os depósitos sejam feitos entre o meses de dezembro a fevereiro.

Cerca de 14 milhões de famílias são atendias com o benefício, nessa época o pagamento pode ser considerado como uma renda extra para as despesas do fim do ano. O valor depende de quantas pessoas compõem o grupo familiar.

De acordo com o Ministério da Cidadania, a concessão do 13° salário vai gerar R$2,58 bilhões de gastos. No entanto. o Ministro da Casa Civil garante que o governo possui esse quantia assegurada.

Ainda não foram divulgadas informações sobre calendário e forma de pagamento. Essas instruções específicas devem ser anunciadas próximas ao pagamento.

13 de agosto de 2019

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4
Total de Votos: 1

13° do Bolsa Família marca promessas de melhorias no programa

Leave a Reply