INSS fornece duas opções para que moradores do exterior façam “Prova de Vida”


Todos os anos é obrigatório que os segurados do INSS façam a comprovação de vida. Quem reside no exterior e recebe algum benefício, também deve cumprir com essa obrigação.

Os brasileiros que vivem fora do país, mas que recebem auxílio previdenciário, devem realizar anualmente a Prova de Vida. Um processo que tem como finalidade comprovar que o beneficiário está ativo e pode continuar recebendo o pagamento. No Brasil a comprovação é feita na agência bancária de recebimento do benefício. Para o exterior, esse processo pode ser realizado na embaixada ou consulado brasileiro, e preenchendo um formulário disponível no site do INSS.

Em um ponto de atendimento da embaixada ou do consulado, os brasileiros devem apresentar seu CPF, e declaração de recebimento da previdência. No local, um representante vai colher os dados e enviar ao Brasil informando que aquele cidadão está recebendo os pagamento e se mantém vivo.

Via internet, os usuários precisam acessam o portal do INSS e na página de “Formulários para Acordos Internacionais” escolher a opção “Atestado de vida para comprovação perante o INSS”. Será preciso baixar o documento, preencher todas as informações, reconhecer firma em um notário local, e depois enviar para o Brasil no endereço indicado no verso do formulário.

Esse processo é permitido apenas para quem reside em países que fazem parte da Convenção de Haia, um acordo entre as nações para facilitar o processo de reconhecimento de documentos público. A lista com os países válidos fica disponível na página online.

Quem não utilizar uma dessas opções para o reconhecimento da previdência, tem seu crédito bloqueado por seis meses. Após dois bloqueios o benefício será suspenso, e então, encerrado.

16 de agosto de 2019

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 2

INSS fornece duas opções para que moradores do exterior façam “Prova de Vida”

Leave a Reply