Mudanças no FGTS devem agitar economia brasileira

O calendário para início dos saques será divulgado no dia 5 de agosto. A partir dessa data, os trabalhadores podem retirar até R$500 por conta. Essa medida é opcional.

Entre os dias 24 e 26 de julho, o Governo Federal anunciou uma série de mudanças no saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, em 2019 a liberação das retiradas deve movimentar R$30 bilhões no país. Em 2020 o valor totalizará R$42 bilhões.

A expectativa anima o cenário da economia brasileira, que ainda vive o reflexo da crise dos anos anteriores. No entanto, essa medida concede ao trabalhador o saque de até R$500 por conta. A população esperava que esse limite fosse mais alto.

O fracionamento acontece devido a demanda de serviços que ultrapassa as possibilidades de atendimento da Caixa Econômica Federal, responsável pelos pagamentos. O Governo também anunciou outra forma de retirar parte dos valores poupados até aqui, chamado de saque aniversário.

Nesse caso, todos os anos será possível retirar uma parcela do que é guardado no fundo. A multa de 40% paga ao empregador em caso de demissão sem justa causa prevalece. Em contra partida, aqueles que optarem por essa medida não poderão sacar o valor total da rescisão contratual por pelo menos dois anos.


publicidade:

O FGTS continuará sendo usado como investimento na casa própria, em casos de doenças terminais e pode ser retirado totalmente da conta dos falecidos. Por suas novas regras, a promessa é que o fundo seja uma das opções mais rentáveis de renda fixa. Com vantagens superiores ao Tesouro Selic e os fundos DI.

Categorias de contas do FGTS

Existem dois tipos de contas do fundo de garantia. A inativa são as contas de empregos anteriores, em que o trabalhador foi dispensado sem justa causa. Mas, não sacou o valor total da rescisão, e preferiu poupar a quantia.

A conta ativa é referente ao emprego atual, aquele em que mensalmente é debitado uma porcentagem da folha de pagamento, destinando o saldo ao FGTS.

De acordo com as novas medidas, ainda em 2019 será possível retirar até R$500 por conta, seja ativa ou inativa. Isso significa que caso o cidadão tenha 2 contas inativas e 1 ativa, poderá sacar R$1.500.

29 de julho de 2019

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4
Total de Votos: 1

Mudanças no FGTS devem agitar economia brasileira

publicidade:


Leave a Reply