Votação da Reforma da Previdência no Senado promete ultrapassar mínimo para aprovação

Na segunda semana de agosto o texto sobre a Reforma da Previdência foi aprovado em segundo turno na Câmara dos Deputados. O passo seguinte foi encaminhar as medidas para o Plenário do Senado, onde deve haver mais uma votação para que as propostas sejam aprovadas.

De acordo com as regras sobre uma PEC, isto é, emenda na Constituição Federal. Além de ser aprovada em dois turnos pelos deputados, pelo menos 49 senadores devem ser à favor das medidas. Para então, encaminhá-las a presidência e sancionar como lei.

Desde que saiu da Câmara dos Deputados, a promessa era de que o texto fosse aprovado com sucesso no Senado. Até mesmo por acordos políticos que visam o mesmo objetivo: economizar com os gastos da previdência.

Nos últimos dias, o portal de notícias Estado de São Paulo criou o Placar da Previdência. Uma simulação de como deve acontecer a votação. Nesse placar, 53 senadores se mostraram à favor das medidas, mais do que o mínimo necessário para aprovação.


publicidade:

Com isso, crescem ainda mais as expectativas sobre o dia real da assembléia. O governo deve se reunir com os congressistas para pedir apoio, o mesmo aconteceu antes do texto ser entregue aos deputados.

A atual presidência é totalmente à favor da reforma, de acordo com a equipe econômica do país em dez anos serão poupados R$933,5 bilhões. Já que o tempo de contribuição será maior.

Para que as medidas sejam aprovadas nas próximas semanas, os senadores não podem incluir ou excluir qualquer outra regra. Caso façam, o texto retorna aos deputados para nova votação.

Dentre as propostas da reforma, estão novas organizações para a aposentadoria, incluindo maior tempo de contribuição e aumentando a idade base.

12 de agosto de 2019

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Votação da Reforma da Previdência no Senado promete ultrapassar mínimo para aprovação

publicidade:


Leave a Reply